quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Sites administráveis

(Internet)
Você adoraria poder administrar o conteúdo do seu próprio site mas dependeria de um webmaster para fazer isso, certo? E ele não deve cobrar o tal valor justo que você considera, provavelmente. A solução que você encontrou num desses fóruns ou por e-mail-marketing-vulgo-spam é comprar uma plataforma administrável. Legal. Mas não. E não caia nessas de Joomla e afins.

Sites administráveis seguem padrões específicos, não possuem muitas alternativas voltadas ao design mas podem ser uma saída muito eficaz para quem não se importa com algo chamado de exclusividade. Convenhamos: de sites quadrados e toscos a Internet 'tá cheia e você não quer ser mais um, apenas. Você quer aparecer, estar à frente. Então, você precisa de um site exclusivo. E você precisa de suporte qualificado para gerir seu conteúdo. Você precisa de mim!

E quanto aos valores, um site administrável - e quadrado e nada legal - pode custar o dobro do valor que custaria um site exclusivo e bem legal. A escolha fica a seu critério: sua imagem muito bem representada e um webmaster à sua disposição ou um site nada legal para sua imagem e você gerenciando conteúdo. 

Pense nisso como um potencial cliente pensaria e não em cifras, apenas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao comentar neste blog, você estará concordando de forma automática e amigável que o teor de seu comentário é de sua total e irrestrita responsabilidade, que Lucas Toledo não endossa ou compartilha de sua opinião e que este site não possui qualquer vínculo direto ou indireto com possíveis reações e/ou repercussão posteriores.

Ofensas, publicidade ou qualquer conteúdo em desacordo com o blog não serão publicados.